Countries
Área usuário

Como escolher uma guia telescópica corretamente

As guias telescópicas Rollon fornecem alta capacidade de carga e rigidez para aplicações em diversos ambientes industriais. Se a aplicação exigir, existem alguns pontos adicionais a considerar como opções de material e curso, posição da carga e cálculo de vida útil. Seguem então alguns tópicos que o irão ajudar a escolher o trilho ideal para aplicação.

Materiais
Para minimizar a deflexão, deve-se consider cuidadosamente todos os possíveis materiais para o trilho telescópico. Alguns materiais comuns, com os seus pontos contra e a favor, incluem:

Alumínio: Apesar de ser uma boa escolha para aplicações leves e de baixa exigência, o alumínio apresenta maior deflexão do que outros materiais.
Produtos relacionados da Rollon: Hegra RailNovo, em breve!

Aço estampado: Normalmente a escolha mais econômica, a chapa de aço não tem oferece boa resistência à vibração e às cargas de impacto tão quanto outros materiais.
Produtos relacionados da Rollon: Light Rail

Aço laminado a frio: O aço laminado a frio é outra opção de baixo custo que não passa por tratamento a quente. No entanto, no caso de cargas pesadas, formam-se sulcos e folgas nos canais, pois a dureza da esfera é superior à da calha e do cursor.
Produtos relacionados da Rollon: Opti Rail, Hegra RailNovo, em breve!

Aço laminado a frio com têmpera nas pistas: Para peças mais robustas, cursores e canais em aço laminado a frio são a sua melhor opção. Apesar de serem os de maior valor agregado em termos de produção e montagem, este material permite ajuste de pré-carga para maior rigidez e menos deflexão.
Produtos relacionados da Rollon: Telescopic Rail


Opções de curso
Ao escolher um trilho telescópico, existem três opções de curso: parcial, completo e sobre-extensão.

Curso de extensão parcial refere-se a um comprimento de extensão de 50 a 65 por cento inferior ao comprimento da guia telescópica fechada.
Produtos relacionados da Rollon: ASN, LPS

Num curso de extensão completa, o comprimento de extensão é igual ao comprimento da guia fechada.
Produtos relacionados da Rollon: DE, DS, DSC, DBN, DMS, DRT, LTH, LTF, LFS, LFX, DRX/DRS

Com a sobre-extensão, o comprimento de extensão é até 150% superior ao comprimento fechado da guia.
Produtos relacionados da Rollon: DSE, novos produtos HEGRA RAIL

As guias telescópicas também podem ter configurações de curso duplas, permitindo que as cargas se movam em ambas as direções, mantendo o mesmo comprimento fechado.


Aplicação de carga
Outro fator importante a considerar é a aplicação da carga. O centro de gravidade da carga deve ser colocado o mais perto possível do centro do elemento móvel da guia, para uma distribuição uniforme da carga entre as esferas. Os cálculos de carga são normalmente feitos assumindo que a carga está corretamente distribuída.

Ao calcular a carga estática, deve-se usar um fator de segurança S, que considera os parâmetros básicos da aplicação e pode ter um valor entre 1 e 3,5, conforme fórmula abaixo:

sendo que P é a carga efetiva, C a carga permitida e S o fator de segurança.


Cálculo da vida útil
Ao dimensionar um trilho telescópico para funcionamento contínuo, deve-se ter certeza quanto ao correto cálculo de vida útil e da capacidade de carga dinâmica. Alguns fabricantes exprimem as especificações de carga e deflexão com base nos cursores utilizados em pares, enquanto outros apresentam a capacidade de carga utilizando uma única guia. Deve-se compreender totalmente como são classificados os cursores e quais as especificações fornecidas pelo fabricante.

A vida útil de uma guia telescópica depende de vários fatores, tais como carga efetiva, precisão de instalação, choques/vibrações, temperatura de funcionamento, condições ambientais e lubrificação.

A vida útil pode ser calculada com a seguinte fórmula:

Sendo:
Lkm = vida útil calculada em km
δ = fator de capacidade de carga em N
W = carga equivalente em N
fi = coeficiente de aplicação

 

FAÇA O DOWNLOAD DO CATÁLGO DE GUIAS LINEARES TELESCÓPICAS

Com a aquisição de HEGRA, uma nova gama de guias telescópicas com sobre-extensão de até 200%, agregará novos perfis e novos materiais (aço inoxidável e alumínio).